quarta-feira, junho 19, 2024
InícioDestaquesManaus receberá o maior projeto de expansão do esgotamento sanitário dos últimos...

Manaus receberá o maior projeto de expansão do esgotamento sanitário dos últimos 30 anos

A Prefeitura de Manaus e a concessionária Águas de Manaus apresentaram, na tarde desta terça-feira (23/1), o projeto “Trata Bem Manaus”, que tem como meta disponibilizar o serviço de esgotamento sanitário em 90% da cidade, beneficiando mais de dois milhões de habitantes até 2033. A iniciativa representa um investimento de R$ 2 bilhões e será a maior ação de expansão do esgotamento sanitário que Manaus já recebeu nos últimos 30 anos.

Todas as metas e etapas do “Trata Bem Manaus” constam no “Plano Diretor de Esgoto”, validado pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), aprovado e assinado pelo prefeito David Almeida também nesta terça-feira.

“É um dia histórico para a cidade de Manaus, pois vamos dar um salto significativo no serviço de esgotamento sanitário como aconteceu com a distribuição de água, que hoje não é mais um problema, e estamos praticamente com esse serviço universalizado. Melhoramos o atendimento à população com a Tarifa Social Manauara, que hoje atende a mais de 140 mil famílias, e criamos a Tarifa 10, com mais de 24 mil famílias assistidas. Pessoas carentes pagando o preço justo para ter água em suas torneiras e hoje a distribuição de água é um dos menores problemas que a prefeitura tem nos serviços oferecidos. Já foi um dos maiores e hoje está na casa dos 2,5%, o que revela que a população está aprovando o trabalho de distribuição de água em nossa cidade”, afirmou o prefeito.

Além de proporcionar saúde e qualidade de vida para a população, o “Trata Bem Manaus” chega para contribuir com a preservação do meio ambiente, colaborando com a Prefeitura de Manaus na recuperação dos igarapés da capital.

O “Trata Bem Manaus” é resultado de uma série de estudos realizados nos últimos anos, que consideraram as particularidades geográficas e dos corpos hídricos de Manaus. Essas análises apontaram a implementação de microbacias como a solução mais eficaz para que o acesso ao serviço de esgoto seja expandido de maneira mais rápida na cidade.

As microbacias possibilitam a divisão da cidade em diversas áreas onde funcionarão as Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) de todos os portes. Estas estações serão responsáveis pelo tratamento do esgoto bruto coletado nas residências de cada região, devolvendo a água limpa para os igarapés. O método das microbacias considera a mudança de níveis topográficos em vários pontos da capital amazonense, com ações que foram modeladas de forma específica, conforme a capacidade de cada igarapé.

“Com isso, temos menos impactos para a população e menor tempo de obra. Este plano irá atender todas as particularidades de Manaus. Sabemos que todo desenvolvimento estrutural requer obras e desta forma iremos possibilitar a execução de diversos sistemas independentes. Este é o momento que reforçamos nosso compromisso com o futuro da cidade, que afirmamos nosso objetivo de seguir conectando as pessoas ao saneamento e garantindo saúde, dignidade e qualidade de vida para a população, além de respeitar o meio ambiente e contribuir para a recuperação dos nossos meios hídricos”, destacou o diretor-presidente da concessionária Águas de Manaus, Diego Dal Magro.

A expansão do saneamento básico em Manaus vai representar uma transformação na cidade, com melhoria nos índices de saúde, maior valorização imobiliária, fomento ao turismo e mais oportunidades de empregos diretos e indiretos nos segmentos do saneamento básico e da construção civil.

Para o vice-governador Tadeu de Souza, que esteve presente à solenidade de apresentação do programa Trata Bem Manaus, a iniciativa poderá servir de modelo para outros municípios do interior do Amazonas. “Uma cidade não se mede somente pelo seu PIB, mas pela qualidade de vida dos seus habitantes, qualidade, bem estar, passa pela sustentabilidade proporcionada pela água de qualidade e cidade com tratamento de esgoto. Tenho a certeza de que esse trabalho servirá de modelagem para outras cidades, exemplo também do que temos com o Prosai Parintins e o Prosai Maués”, disse ele.

A execução do Trata Bem Manaus será fiscalizada diuturnamente pela Ageman.

“A exemplo do que já vínhamos fazendo quando também participamos da construção do Plano, vamos continuar acompanhando o trabalho da Águas de Manaus promovendo vistorias, fazendo fiscalizações e auferindo as metas da concessionária nesse processo que será um grande divisor de águas na vida da nossa população”, afirmou o diretor-presidente da Ageman, Elson Andrade Ferreira Júnior.

- Publicidade -spot_img

Siga nossas Redes

Últimas Notícias

- Publicidade -spot_img
spot_img

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui