quinta-feira, abril 25, 2024
InícioAmazonasPolo Industrial de Manaus fatura R$ 173 bilhões em 2023 e supera...

Polo Industrial de Manaus fatura R$ 173 bilhões em 2023 e supera recorde histórico

O Polo Industrial de Manaus (PIM) faturou em 2023 o montante de R$ 173,47 bilhões, o segundo melhor resultado nominal em moeda nacional, equivalendo a um decréscimo de 2,51% na comparação com o acumulado em 2022 (R$ 177,92 bilhões), detentor do recorde histórico. Em dólar, o faturamento do PIM, entre janeiro e dezembro do ano passado, totalizou US$ 34.79 bilhões, representando um crescimento de 0,21% em relação ao apurado em 2022 (US$ 34.71 bilhões) e o melhor resultado nominal na moeda estrangeira desde 2014 (US$ 37,12 bilhões).

Ainda de acordo com os indicadores industriais, a mão de obra empregada do PIM fechou o mês de dezembro de 2023 com 112.230 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados, significando elevação de 0,66% em relação a dezembro de 2022 (112.163). No acumulado do ano passado, a média mensal de empregos do PIM ficou estabelecida em 112.595 postos de trabalho, marca 1,46% superior à média mensal atingida em 2022, que foi de 110.976 empregos. A média mensal de 2023 também é a melhor desde o ano de 2014, quando a média mensal da mão de obra foi de 122.553 empregos. Desde outubro de 2020, o PIM mantém, consecutivamente, marca mensal superior a 100 mil empregos. Em 2023, ocorreram 34.364 admissões e 32.615 demissões, perfazendo o saldo de 1.749 vagas.

Trabalhadores da Zona Franca de Manaus (Divulgação/Suframa)

Subsetores e produtos

Ao faturar em 2023 o montante de R$ 42,55 bilhões, o polo de Bens de Informática permanece como subsetor com maior participação no resultado global de faturamento do PIM, respondendo por 24,53% do total. Outros segmentos de grande representatividade no PIM, em 2022, foram o Eletroeletrônico, com faturamento de R$ 32,46 bilhões e participação de 18,72%; Duas Rodas, com faturamento de R$ 30,81 bilhões e participação de 17,76%; o Químico, com faturamento de R$ 17,12 bilhões e participação de 9,87%; e o Termoplástico, com faturamento de R$ 14,51 bilhões e participação de 8,37%.

No comparativo do faturamento nominal dos subsetores, entre 2023 e 2022, destacam-se os crescimentos percentuais dos segmentos de Vestuário e Calçados, com 35,06%; seguido pelo Naval, com 30,14%; o Editorial e Gráfico, com 28,17%; e o de Duas Rodas, com 17.97%.

Em termos de volume de faturamento apresentado, os principais produtos fabricados pelo PIM, em 2023, foram: motocicletas, motonetas e ciclomotos (R$ 24,65 bilhões e US$ 4.94 bilhões); televisores com tela de LCD e OLED (R$ 21,10 bilhões e US$ 4.23 bilhões); telefones celulares (R$ 14,62 bilhões e US$ 2.91 bilhões) e condicionadores de ar tipo split system (R$ 8,60 bilhões e US$ 1.72 bilhão).

Trabalhadores do Polo Industrial de Manaus (PIM) em linha de produção (Divulgação/Suframa)

Já em termos de crescimento percentual da produção, na comparação com o ano anterior, os maiores destaques foram as unidades condensadoras para split system, com 311.054 unidades fabricadas e 328,06% de crescimento; as unidades evaporadoras para split system, com 402.470 unidades produzidas e crescimento de 194,71%; e receptores de sinal de televisão, com 4.157.725 unidades fabricadas e crescimento de 140,70%.

Avaliação

Para o superintendente da Suframa, Bosco Saraiva, os números alcançados em 2023 reafirmam a capacidade de resiliência e superação de desafios do PIM. “É importante destacar que, mesmo enfrentando a maior vazante da história, que impactou o abastecimento de insumos e acarretou férias coletivas em períodos atípicos, ainda assim, os empreendedores e trabalhadores do parque fabril de Manaus garantiram o segundo melhor faturamento e a elevada marca de mais 112 mil postos de trabalho, a melhor desde 2014”, frisou.

Conquista

O superintendente também destaca que 2023 será lembrado como ano de conquista por causa da manutenção das vantagens comparativas da ZFM na Reforma Tributária. “A Reforma Tributária consolida a ZFM como uma área propícia para investimentos, e o PIM demonstra estar pronto para superar desafios, como os enfrentados pela seca histórica. A ocorrência impõe a adoção de medidas preventivas de logística por parte das empresas e das obras de dragagem dos rios. Ações que podem também nos ajudar a ampliar, em 2024, os resultados obtidos ano passado e, sobretudo, melhorar a qualidade de vida dos moradores da nossa região”, salientou.

 

 

 

 

Informação Sulframa

- Publicidade -spot_img

Siga nossas Redes

Últimas Notícias

- Publicidade -spot_img
spot_img

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui